10 maneiras de começar a assumir o controle (gerenciamento de tempo, definição de metas, rastreamento de registros)

Gerenciar o Tempo

Gerenciar o Tempo

“Quem é o chefe?” 10 maneiras de começar a assumir o controle (gerenciamento de tempo, definição de metas, rastreamento de registros)

À primeira vista, parece que o pensamento positivo e o Transtorno de Déficit de Atenção (DDA) não têm nada a ver um com o outro. Mas muitos de nós com DDA desenvolvemos padrões de pensamento negativo porque ficamos frustrados com nossos desafios e sentimentos frequentes de estarmos sobrecarregados. Essa perspectiva negativa torna ainda mais difícil para nós gerenciar esses desafios e seguir em frente.

Praticar o pensamento positivo permite que as pessoas com DDA se concentrem em nossos pontos fortes e realizações, o que aumenta a felicidade e a motivação. Isso, por sua vez, nos permite passar mais tempo fazendo progressos e menos tempo sentindo-nos deprimidos e presos. As dicas a seguir fornecem sugestões práticas que você pode usar para ajudá-lo a mudar para padrões de pensamento mais positivos:

1. Cuide bem de si mesmo
É muito mais fácil ser positivo quando você está se alimentando bem, fazendo exercícios e descansando o suficiente.

2. Lembre-se das coisas pelas quais você é grato
O estresse e os desafios não parecem tão ruins quando você está constantemente se lembrando das coisas que são certas na vida. Tirar apenas 60 segundos por dia para parar e apreciar as coisas boas fará uma grande diferença.

3. Procure a prova em vez de fazer suposições
O medo de não sermos queridos ou aceitos às vezes nos leva a supor que sabemos o que os outros estão pensando, mas nossos medos geralmente não são realidade. Se você tem medo de que o mau humor de um amigo ou membro da família seja devido a algo que você fez, ou que seus colegas de trabalho estejam fofocando secretamente sobre você quando você dá as costas, fale e pergunte a eles. Não perca tempo se preocupando se você fez algo errado, a menos que tenha provas de que há algo com que se preocupar.

4. Evite usar absolutos
Você já disse a um parceiro “Você SEMPRE está atrasado!” ou reclamou para um amigo “Você NUNCA me liga!”? Pensar e falar em termos absolutos como “sempre” e “nunca” faz com que a situação pareça pior do que é e programa seu cérebro para acreditar que certas pessoas são incapazes de cumprir sua missão.

5. Desligue-se de pensamentos negativos
Seus pensamentos não podem ter nenhum poder sobre você se você não os julgar. Se você perceber que tem um pensamento negativo, desligue-se dele, testemunhe-o e não o siga.

6. Esmague os “ANTs”
Em seu livro “Mude seu cérebro, mude sua vida”, o Dr. Daniel Amen fala sobre “ANTs” – Pensamentos negativos automáticos. Esses são os pensamentos ruins que geralmente são reacionários, como “Essas pessoas estão rindo, devem estar falando de mim” ou “O chefe quer me ver? Deve ser ruim!” Quando você notar esses pensamentos, perceba que eles não são nada mais do que ANTs e esmague-os!

7. Pratique Lovin ‘, Touchin’ & Squeezin ‘(Seus amigos e família)
Você não precisa ser um especialista para conhecer os benefícios de um bom abraço. O contato físico positivo com amigos, entes queridos e até animais de estimação é um estímulo instantâneo. Em um estudo de pesquisa sobre esse assunto, uma garçonete tocou no braço de alguns de seus clientes ao entregar os cheques. Ela recebeu gorjetas maiores desses clientes do que daqueles que ela não tocou!

8. Aumente sua atividade social
Ao aumentar a atividade social, você diminui a solidão. Cerque-se de pessoas saudáveis ​​e felizes, e sua energia positiva o afetará de maneira positiva!

9. Seja voluntário para uma organização ou ajude outra pessoa
Todos se sentem bem depois de ajudar. Você pode oferecer seu tempo, dinheiro ou recursos como voluntário. Quanto mais energia positiva você colocar no mundo, mais receberá em troca.

10. Use interrupções de padrão para combater a ruminação
Se você começar a ruminar, uma ótima maneira de parar é interromper o padrão e se forçar a fazer algo completamente diferente. Ruminar é como hiper-foco em algo negativo. Nunca é produtivo, porque não é racional ou orientado para soluções, é apenas preocupação excessiva. Experimente mudar o seu ambiente físico – dê um passeio ou sente-se ao ar livre. Você também pode ligar para um amigo, pegar um livro ou ligar uma música.

Quando se trata do mundo corporativo, o protocolo é basicamente a religião. Saber o que é necessário fazer é o básico da produtividade, mas a interação e ter uma mente estável determinam a verdadeira produtividade. Existem aqueles que parecem funcionar bem mesmo sob pressão, mas são incomuns e nós somos humanos e imperfeitos. Colocar essas coisinhas como o estresse sob nossa pele não resolverá nossos problemas. Às vezes, é preciso um pouco de coragem para admitir que estamos virando workaholics do que dizer a nós mesmos que não estamos fazendo o melhor.

Postagens Recentes